quinta-feira, 2 de agosto de 2012

PORQUE O INCESTO NÃO ERA CONSIDERADO PECADO NO PASSADO POR DEUS????

Você Pergunta: Tenho uma dúvida: No começo da Bíblia vemos que existiam muitos casamentos entre parentes e depois isso foi proibido. Por que no começo da humanidade Deus permitia o incesto e hoje em dia ele é considerado pecado?

A Bíblia proíbe ou não proíbe o incesto?e


em primeiro lugar, para que todos possam entender a questão, vamos aprender a definição do que significa incesto:

“Incesto é a união sexual ilícita entre parentes (consanguíneos ou afins).” (Dicionário Michaellis)

No início da humanidade descrita na Bíblia, vemos que Deus criou homem e mulher e ordenou que se multiplicassem. Nesse tempo a única forma possível de multiplicação da espécie humana era através do casamento entre irmãos, mais tarde entre primos e assim consecutivamente. Quanto mais crescia a quantidade de pessoas sobre a terra, mais era possível que os casamentos fossem com parentes mais distantes. Nessa época esse tipo de casamento era permitido por Deus, portanto, não era considerado pecado. Não devemos confundir esse tipo de casamento (entre parentes) com os adultérios que, mesmo antes da entrega da Lei, eram pecado.
Muitos questionam por que Deus permitiu esse tipo de casamento no início e depois o proibiu como veremos mais à frente nesse texto. Não temos uma resposta clara na Bíblia para essa questão. Apenas suposições que muitos levantam. Uma delas aponta que, no início, o ser humano tinha uma pureza genética em seu sangue que não causava problemas mais sérios nos fetos quando houvesse o cruzamento entre familiares. Porém, com o tempo e as misturas genéticas que foram acontecendo, começaram a aparecer os mais diversos problemas nesse tipo de cruzamento. O fato é que por um grande período de tempo, esse tipo de união (desde que dentro da moralidade do casamento ordenada por Deus) não foi reprovada por Deus.
QUANDO O CASAMENTO ENTRE PARENTES COMEÇOU A SER PROIBIDO POR DEUS?
Foi nas leis que Deus deu ao povo de Israel, no tempo de Moisés, que Deus proibiu vários tipos de uniões, entre elas a união entre parentes, que originou o conceito de “incesto”, ou seja, um tipo de união ilícita diante de Deus. Na Lei, Deus deixou claro vários exemplos de uniões que não deveriam acontecer entre o seu povo, entre elas as uniões com parentes. É importante observar que várias das ocasiões descritas abaixo já eram pecado, pois eram imorais, como nos casos de adultério (seja com alguém da família ou fora da família):
OS TIPOS CASAMENTOS QUE DEUS PROIBIU
“Nenhum homem se chegará a qualquer parenta da sua carne, para lhe descobrir a nudez. Eu sou o SENHOR.” (Lv 18.6)
PAI E MÃE
“Não descobrirás a nudez de teu pai e de tua mãe; ela é tua mãe; não lhe descobrirás a nudez. Não descobrirás a nudez da mulher de teu pai; é nudez de teu pai.” (Lv 18.7-8)
IRMÃOS
“A nudez da tua irmã, filha de teu pai ou filha de tua mãe, nascida em casa ou fora de casa, a sua nudez não descobrirás (…) Não descobrirás a nudez da filha da mulher de teu pai, gerada de teu pai; ela é tua irmã.” (Lv 18. 9, 11)
NETOS
“A nudez da filha do teu filho ou da filha de tua filha, a sua nudez não descobrirás, porque é tua nudez.” (Lv 18.10)
TIOS
“A nudez da irmã do teu pai não descobrirás; ela é parenta de teu pai. A nudez da irmã de tua mãe não descobrirás; pois ela é parenta de tua mãe. A nudez do irmão de teu pai não descobrirás; não te chegarás à sua mulher; ela é tua tia.” (Lv 18.12-14)
NORA
“A nudez de tua nora não descobrirás; ela é mulher de teu filho; não lhe descobrirás a nudez.” (Lv 18.15)
CUNHADA
“A nudez da mulher de teu irmão não descobrirás; é a nudez de teu irmão.” (Lv 18.16)
ENTEADA
“A nudez de uma mulher e de sua filha não descobrirás” (Lv 18.17)
Hoje (com o avanço da ciência) sabemos que o casamento entre parentes pode gerar crianças com problemas, devido ao cruzamento do sangue. Em minha opinião Deus, que sabe de todas as coisas, proibiu esse tipo de união no exato momento em que seria prejudicial ao homem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário